A água e suas qualidades.

Beber água pode ser considerado mais do que uma necessidade humana, pois se todas as pessoas soubessem dos verdadeiros benefícios de ingerir água provavelmente seria um habito mais fácil de estar no dia a dia de todos. Assim, a desidratação e todas as consequências que aparecem pela baixa ingestão e água pelas pessoas, não seria um problema.

Acima de tudo, manter o hábito de se hidratar de forma correta durante o dia é muito importante, pois a água e suas qualidades são necessárias para o bom funcionamento do organismo. Ela possui minerais que são fundamentais e trazem muitos benefícios para o corpo.

A água e suas qualidades.

Portanto uma das primeiras coisas que todas as pessoas devem saber é que quando sentem sede significa que o corpo não está simplesmente pedindo água e sim indicando que exista a falta de alguns minerais e vitaminas no organismo, como por exemplo, o magnésio. Assim, devido a água e suas qualidades é fundamental ingerir a quantidade necessária dela durante o dia.

Continuar lendo

Importância da água mineral.

A água é a grande responsável por praticamente todos os processos que acontecem no nosso organismo, como a circulação, digestão, hidratação, transporte de substancias, eliminação de toxinas, entre outros. Além disso, ela auxilia na regulação da temperatura corporal quando transpiramos, pois é um mecanismo que o organismo desenvolveu para esfriar e manter a temperatura ideal. Assim, se percebe a importância da água mineral para garantir a nossa saúde, pois ela é o principal componente do corpo humano e representa cerca de 60% a 80% da composição corporal.

Importância da água mineral.

O mais importante é que não podemos esquecer que uma pessoa sobrevive semanas sem comida, mas nunca sem água, pois ela é como o oxigênio para a vida. A água possui um papel fundamental na vida dos seres vivos, pois participa de vários processos do organismo e também contribui para o bom funcionamento do metabolismo.

Acima de tudo, a água é responsável por realizar várias funções do corpo, como por exemplo:

– hidratar o organismo e a pele, deixando mais bonita,

– auxilia na regulação da temperatura corporal,

– ajuda a combater os fatores negativos do envelhecimento precoce,

– melhora o funcionamento dos rins e coração,

– é responsável pelo bom funcionamento do metabolismo,

– auxilia a circulação sanguínea,

– ajuda a realizar a digestão

– elimina várias toxinas do organismo.

Portanto, se percebe a importância da água mineral para o bom funcionamento do organismo e para garantir uma vida saudável, pois se não for ingerida uma quantidade ideal de água o organismo não funcionará de forma adequada o que causará danos para a saúde.

Continuar lendo

Água mineral em reservatórios de aço inox.

Em primeiro lugar sabemos que a água é a bebida mais consumida no mundo todo, além de ser um produto de origem natural que não passa por processos de tratamento e por isso requer muitos cuidados na sua armazenagem e no seu tratamento.

Acima de tudo, percebemos a importância dela ser armazenada em locais próprios, que sigam normas de segurança e sanitárias. Portanto, a água mineral em reservatórios de aço inox é o ideal para garantir um produto de qualidade, pois os tanques e reservatórios feitos com aço inoxidável são equipamentos destinados ao armazenamento correto e seguro da água mineral, respeitando sempre todas as normas exigidas.

Água mineral em reservatórios de aço inox.

Assim, percebe-se a importância de armazenar água em reservatórios e tanques próprios para água mineral que garantem um tratamento e a armazenagem de forma segura e correta. Dependendo do local onde a água for armazenada, ela pode ter suas características modificadas e alteradas. Se ela for armazenada num local que não for próprio, a água poderá não ser considerada ideal para o consumo.

Consequentemente, o armazenamento correto e ideal da água já inicia na hora em que ela é transportada (segue normas da ANVISA) e passa por todas as etapas desde a distribuição e armazenamento em comércios e residências.

Continuar lendo

Água mineral de qualidade.

Em primeiro lugar um dos poucos alimentos que são liberados por quase todos os nutricionistas e médicos é a água, pois bebê-la não possui contraindicações. Mas as pessoas devem observar os rótulos das garrafas e olhar os seus componentes, como por exemplo, o sódio. Assim, para consumirmos água mineral de qualidade deve-se ficar atento a alguns detalhes interessantes.

Água mineral de qualidade.

Acima de tudo, não é só H2O que é encontrado dentro da garrafa de água, mas também muitos outros componentes como sais minerais, sódio, cálcio, carbonatos, magnésio, entre outros. O mais importante é que a composição depende de qual fonte a água foi retirada.

Assim, às vezes a mesma marca pode ter características diferentes no rotulo, pois depende do estado que ela é vendida, pois as fontes onde ela é captada podem ser diferentes. Portanto os minerais são os responsáveis pelo gosto na água e dependendo do local que ela é captada, poderá apresentar um gosto diferente. Alguns desses locais, por exemplo, apresentam água com grande quantidade de cálcio e magnésio, que acabam deixando a água com sabor pouco agradável.

Consequentemente, as principais características a serem observadas para consumir água mineral de qualidade são a composição do sódio e o pH, que vai determinar se a água é alanina ou ácida.

Continuar lendo

Processo de filtragem da água.

As águas dos oceanos, lagos, rios e lençóis subterrâneos possuem sais, sólidos, microrganismos e detritos que devem ser removidos. Assim, o processo de filtragem da água é de fundamental importância para garantir sejam removidas partículas, além de melhorar a cor, sabor e odor dela.

Acima de tudo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) tem a definição de água potável como:

– Em primeiro lugar, água deve apresentar aspecto limpo e transparente.

– Ela não deve apresentar cheiro ou gosto duvidoso.

– A água não pode conter substancias em concentração que possam causar danos a saúde da população.

– Finalmente, a água não pode conter microrganismos que possam causar doenças para o ser humano.

Consequentemente é muito importante a utilização de tanques e reservatórios em aço inox próprios para água mineral e equipamentos customizados para que possam fazer o armazenamento e o processo de filtragem de água.

Continuar lendo

Filtro removedor de ferro e manganês.

O excesso de ferro e manganês na água provoca mau cheiro, além de favorecer a proliferação de bactérias nocivas. Consequentemente para evitar estes tipos de problemas com água de má qualidade é necessário fazer a remoção do excesso destes minerais da água e assim é indicada a utilização de um filtro removedor de ferro e manganês.

Filtro removedor de ferro e manganês.

Certamente este equipamento é a solução ideal para resolver este problema, já que é capaz de remover os metais da água com excelentes resultados. Além disso, a vida útil do filtro é de 5 anos e a retrolavagem é feita com água, o que facilita a manutenção deste filtro.

Continuar lendo

Reservatórios próprios para água mineral.

A água é a bebida mais consumida pelo mundo inteiro e portanto podemos perceber a importância de ela ser armazenada em reservatórios próprios para água mineral.

Reservatórios próprios para água mineral.

Os reservatórios de aço inox são muito utilizados para armazenar várias bebidas como água, cervejas, vinhos e sucos. Conseqüentemente eles acabaram tomando conta das indústrias e são utilizados no mundo todo. Devido a sua ótima qualidade, são produtos vendidos no mundo inteiro.

Continuar lendo

Água mineral, da mitologia para a atualidade

Resultado de imagem para poseidon água mineral

De acordo com a mitologia grega, Poseidon, o senhor dos mares, em determinado dia, em um ataque de fúria, resolveu castigar o povo grego, secando todas as fontes de água que serviam às cidades gregas.

No entanto, encantado e apaixonado com a beleza de uma jovem que foi lhe pedir ajuda, tocou com seu tridente sobre uma rocha, fazendo brotar instantaneamente uma tripla fonte de água cristalina.

A água que brotou dessas três fontes era uma água mineral, repleta de substâncias que só trouxe benefícios para a população da cidade onde a jovem vivia.

A lenda grega nos mostra a importância da água mineral desde tempos remotos, oferecendo saúde para toda a população. A água mineral sempre foi preferida por todas as civilizações, desde a Grécia Antiga, principalmente por todos os benefícios oferecidos.

No Brasil, sempre houve muitos cuidados com a qualidade da água mineral, que é considerada como uma das melhores do mundo. Um dos cuidados foi a promulgação do Código Brasileiro de Águas Minerais, em 1945, estabelecendo que águas minerais são aquelas provenientes de fontes naturais ou artificialmente captadas, que possuem composição físico-químicas definidas e constantes, com propriedades distintas da água comum, com características que lhe confiram ação medicamentosa.

Como ocorre em outros países do mundo, no Brasil existe uma tendência no crescimento de consumo da água mineral. O aumento vem sendo constante, em média com 10% ao ano, embora, no total, o consumo seja mais baixo do que em países mais desenvolvidos.

Como é formada a água mineral

No momento em que a água mineral é captada na fonte, ela já passou por uma grande transformação no subsolo. A água mineral é transformada depois que as águas da chuva penetram no solo, atravessando diversas camadas minerais até chegar a uma camada impermeável, de onde podem passar para as fontes.

Sob o solo, a água da chuva passa por diversas camadas de rochas repletas de substâncias minerais, como sulfato de cálcio e carbonato, que se misturam à água, tornando-a mais rica em substâncias minerais e oferecendo propriedades medicinais as mais diversas.

Cada nascente de água mineral oferece um tipo de água com composições diferentes, dependendo das camadas por onde ela passou no subsolo. Assim, para que uma pessoa possa usufruir os benefícios medicinais da água mineral, deve saber o tipo de líquido que está consumindo.

Dessa forma, não existe uma água mineral igual a outra, mesmo que o consumidor sempre adquira a mesma marca. No caso de ser captada em fonte diferente, sua composição físico-química vai ser aquela da nascente de onde foi retirada.

A composição da água mineral é decorrente da própria natureza, que oferece um determinado conteúdo de sais minerais, processados ao longo de milhões de anos sob o solo, em razão dos diversos tipos de rochas por onde a água é filtrada. Ao mesmo tempo, ainda há a influência da radioatividade e a temperatura de cada fonte, que apresentam características próprias.

O consumo de água mineral é importante para a saúde, principalmente porque a água retirada de rios e represas sempre está comprometida em sua qualidade. Os rios estão se tornando poluídos e toda essa poluição precisa ser tratada a um alto custo, muitas vezes não se mostrando tão eficiente para garantir a qualidade da água que chega às nossas torneiras.

Todos os dias, qualquer ser humano precisa consumir, em média, 2,5 litros de água. O consumo é necessário em razão da perda de líquidos pelo organismo. A água mineral, portanto, por sua composição e por garantir a presença de sais minerais, é uma das melhores formas de recompor nosso organismo, mantendo nossa saúde sempre em dia.

A água mineral que compramos sempre é natural?

Resultado de imagem para água mineral natural

De acordo com o Código de Águas Minerais, promulgado pelo Decreto-Lei n° 7.841/1945, a água mineral é considerada apenas aquela proveniente de fontes naturais ou artificialmente captadas, devendo ter uma composição química específica ou propriedades diferentes da água potável comum, apresentando uma ação medicamentosa para o organismo humano.

O código diferencia a água mineral da água de mesa, potável, que tem uma composição normal, sendo proveniente de fontes naturais ou também artificialmente captadas, desde que atendam as condições de potabilidade, ou seja, desde que possa ser bebida sem qualquer prejuízo da saúde.

Podemos ver, portanto, que a água mineral sempre apresenta qualquer ação medicamentosa, enquanto que a água de mesa é simplesmente água potável. A informação é importante para o consumidor, uma vez que ele pode tomar água comum imaginando se tratar de água mineral.

Os dois tipos de água discriminadas no código são encontrados em garrafas, podendo conter gás, sendo que sua diferença pode ser vista no rótulo, que informa se é uma água mineral ou apenas água potável, de mesa.

Os dois tipos de água são aproveitados comercialmente, provenientes de propriedades públicas ou particulares e sua extração e comercialização é feita através do Código de Águas Minerais, havendo a necessidade de uma autorização de pesquisa e concessão de lavra.

Com relação à água de mesa, seu aproveitamento é reservado ao proprietário do local onde está a fonte. No caso de água mineral, tanto para consumo quanto para fins balneários, pode ser feito por qualquer pessoa, sendo ela proprietária ou não do local onde está a fonte.

A água mineral nem sempre é natural

Nem sempre a água mineral é natural. Como já indica seu próprio nome, uma água mineral é uma solução de água com minerais nela dissolvidos. Ou seja, a água, sob a terra, passa por uma série de locais a diversas profundidades e, durante seu trajeto, vai dissolvendo minerais, o que vai gerar sua composição, diferente de uma fonte para outra.

A água possui a capacidade de dissolver minerais já que é polar, possuindo uma diferença de cargas permanentes, o que vai formar um dipolo elétrico que atrai os polos de outras substâncias.

Assim, por exemplo, quando a água encontra fluoreto de potássio no solo, por exemplo, seus átomos interagem com os ânions e o oxigênio com os cátions, provocando a separação dos íons e dissolvendo a substância.

Mesmo algumas substâncias que são consideradas apolares, como é o caso do iodo, podem se dissolver no trajeto da água mineral em razão do deslocamento de cargas de suas moléculas.

Os principais minerais encontrados nas águas são o magnésio, potássio, cobre, sódio, antimônio, bário, cádmio, arsênio, cálcio, manganês, chumbo, níquel, mercúrio, cianeto, cromo, fosfato, borato, sulfatos, bicarbonatos, sulfetos, clores, nitratos e ferro. Além disso, a água mineral pode conter gás carbônico e outros gases.

Quando a água mineral é retirada diretamente da fonte, ela é considerada uma água natural. No entanto, podemos encontrar águas mineralizadas, que passam por um processo em que são dissolvidos sais minerais na água comum, deixando-a com uma composição semelhante à água mineral.

Esse processo é permitido pela legislação, devendo o rótulo apresentar a diferença. Além disso, ao comprar água mineral, é necessário analisar sua composição química, identificando o tipo de água mais saudável para consumo.

Os cuidados ao comprar água mineral

Resultado de imagem para água mineral cuidados ao comprar

Ao comprar água mineral precisamos ter alguns cuidados. Mesmo sabendo que a água mineral é um produto essencial, a falta de atenção durante a compra pode provocar sérios problemas à saúde do consumidor.

Veja a seguir os principais cuidados ao escolher a água mais adequada para consumo:

1.    Preste atenção no local onde a água está armazenada

A revendedora de água mineral deve armazenar o produto em local próprio, evitando exposição direta à luz do sol ou locais demasiadamente aquecidos. A água armazenada dessa forma torna-se imprópria para consumo humano.

O calor na área de armazenamento pode causar o desenvolvimento de microrganismos e de algas que, por sua vez, podem produzir toxinas que serão responsáveis por determinadas doenças, como a gastroenterite, por exemplo.

2.    Atenção nas embalagens da água mineral

Algumas empresas fazem uso do BPA, ou Bisfenol, para a produção das embalagens plásticas. Esse tipo de produto pode agir no organismo como disruptor do sistema endócrino, mimetizando hormônios naturais e podendo aumentar ou reduzir a sua ação podendo causar infertilidade ou desenvolvimento de determinados tipos de câncer.

3.    Prazo de validade

A água mineral, depois de envazada, possui um prazo de validade, que deve ser observado pelo consumidor na hora da compra. O prazo de validade está diretamente relacionado com os ingredientes naturais da água e com a qualidade das embalagens.

Através da embalagem pode ocorrer a troca de substâncias com a água, podendo causar alterações em sua qualidade e, portanto, o prazo de validade é maior quando o material tem a capacidade de isolar o produto do ambiente externo.

Assim, por exemplo, embalagens de PET oferecem validade de até 36 meses, como acontece com os galões retornáveis de 10 e 20 litros.

Da mesma forma, o consumidor deve prestar atenção aos produtos próximos ao local onde estiver a água mineral, evitando adquirir água que estejam exalando odores mais fortes.

4.    Licenciamento pela Anvisa

A Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária é o órgão responsável pelo licenciamento das distribuidoras de água mineral. É a Anvisa que determina os procedimentos para armazenamento, transporte e distribuição de água mineral, garantindo o seu padrão de qualidade.

É importante, para o consumidor, verificar se a distribuidora possui o selo da Anvisa, tendo a licença para comercializar a água mineral.

5.    Comprar água mineral em locais próprios

O consumidor deve evitar comprar água mineral em locais impróprios, como de ambulantes ou em quiosques onde não tenha condições de saber sobre a qualidade do armazenamento ou se a água passou pela análise e inspeção da Anvisa.

Na hora da compra também é importante verificar se houve ou não violação do lacre e se a embalagens possui todas as informações sobre a composição, origem e sobre a empresa responsável pelo envasamento, além, evidentemente, do prazo de validade.

6.    Higiene das embalagens

Para evitar a proliferação de microrganismos e desenvolvimento de algas, a higiene das embalagens é fundamental. O armazenamento em local adequado ajuda a manter a qualidade da água mineral.

Na hora da compra deve-se recusar galões sujos ou que não estejam devidamente armazenados e, no caso de garrafas menores, é importante que sejam descartadas em locais próprios, evitando contaminar o meio ambiente.

7.    Conhecer mais a empresa distribuidora

A internet pode informar sobre a empresa distribuidora de água mineral. No caso de qualquer dúvida, o consumidor deve pesquisar sobre a empresa, analisar seus processos de envasamento e distribuição e saber mais sobre a qualidade do produto que está consumindo.

Tomando esses cuidados, o consumidor terá a certeza de que está consumindo uma água mineral que só irá trazer benefícios para sua saúde.