Qual a quantidade de água ideal que devo beber?

Qual-a-quantidade-de-água-ideal-que-devo-beberMais um ano iniciando e com ele muitas novidades aqui no Reservatórios de Água Mineral. Desejamos desde já um excelente ano para você de muitas conquistas e realizações. Como estamos sempre em constante busca para informa-lo sobre tudo o que envolve o universo da água e seus derivados no mercado, tanto para os fabricantes de reservatórios, quanto para os curiosos no assunto, hoje tocaremos num assunto muito importante: você sabe a quantidade ideal de água que você deve consumir no dia a dia?

Bom, você leu por aqui sobre as vantagens em consumir água, que traz benefícios como o bom funcionamento do organismo, dentre outras situações. Mas é bom ficarmos sabendo também que o seu consumo em excesso pode acarretar em alguns problemas, como veremos a seguir.

A quantidade ideal
Muito profissionais, como nutricionistas, relatam que a quantidade de água necessária pode variar de indivíduo para indivíduo. Por exemplo, uma pessoa que consome bastante alimentos como frutas e verduras, já está tendo contato com grandes fontes do líquido. Ao contrário de quem consome comidas com bastante sal, pois este vão precisar de uma dosagem muito maior de água no seu dia a dia. E não podemos nos esquecer, que nosso organismo é composto por 65% de água e constantemente eliminamos o líquido por meios como o suor, lágrimas e a urina. Ficar repondo-o se faz mais do que necessário, principalmente no verão.

Vantagens no consumo
Já comentamos por aqui em diversas vezes em como a água traz muitos benefícios para o organismo que incluem, desde um correto funcionamento de todo o nosso corpo em sim, trazendo vantagens mais específicas que incluem a boa filtração renal, eliminação de toxinas que adquirimos nos alimentos, uma hidratação da pele, cabelo e intestino, melhorando todo o seu funcionamento.

Sem exageros
O consumo diário de água traz uma série de vantagens, porém, o seu consumo exagerado também pode acarretar em alguns problemas para a sua saúde. De acordo com especialistas no assunto, o consumo exagerado pode gerar situações que envolvem confusão mental e hiponatremia, ou seja, uma baixa concentração de sódio no sangue.

Mas afinal, quanto devo consumir?
Para evitar problemas em ambos os casos citados nessa postagem, é importante salientar que as pessoas devem levar em consideração alguns fatores:

  • verificar se os alimentos possuem água em sua composição;
  • verificar dados pessoais que incluem idade, peso, alimentação, a localização geográfica (para se ter uma ideia do clima).

A partir de então, pode se realizar um cálculo simples. Por exemplo, um adulto pode ingerir cerca de 35 ml de água por quilo de peso. Dessa maneira, uma pessoa que pesa cerca de 70 kg deveria ingerir em torno de 2000 ml de água por dia, ou seja, em torno dos 2 litros.
Em casos mais específicos, em que o indivíduo teve problemas que envolve uma sobrecarga renal ou um edema cerebral, precisará consumir em torno dos 7 litros diários.
Por outro lado, idosos e crianças possuem uma tendência maior à desidratação. Enquanto os primeiros sentem menos sede, os outros não conseguem ter um controle da sua sede e precisam depender do auxílio de uma pessoa para ter acesso ao líquido.

Não importa o tipo
Na hora de beber água, não tem importância de você preferir beber a mineral ou a filtrada. Lembrando que ambas contam com as mesmas composições praticamente, porém em concentrações diferentes em determinados minerais, mas que podem ser consumidas sem problemas.
Vale lembrar também, que alguns tipos de bebidas não podem servir como substitutos da água, pois desidratam o nosso corpo. São eles: café, chá mate, refrigerantes de cola, molhos de soja e diversos alimentos industrializados cuja composição é cheia de sódio.

Clima quente amplia as vendas da água mineral
Aproveitando sobre o caso em que aprendemos a quantidade de água que devemos consumir em nosso dia a dia, o clima quente já fez as vendas deste precioso líquido aumentar em até 20% em áreas mais quentes, como no Nordeste do Brasil.
Pois o tempo quente e seco daquela região tem ampliado as vendas. As informações são da Associação Brasileira da Indústria das Águas Minerais que tem mostrado que o calor insuportável por lá tem feito as pessoas beberem mais água.
Um dos principais influenciadores para isso é o fenômeno El Niño, que elevou as temperaturas na região nordeste, na mesma proporção que aumentou a quantidade de chuvas mais para o Sul do Brasil.

    SOLICITE UM ORÇAMENTO

    Para solicitar um orçamento, preencha os campos.
    Retornaremos prontamente.